C.Ibañez C.Ibañez CIbanez Artistas Blog/News Vídeos Contato
 
 
Busca
Fique por dentro do universo batera
 
         
 
 

MARCADORES

 
     
  Agenda  
  Artistas  
  Notícias  
  Novidades  
     
     
 

ENQUETE

 
     
 
Qual modelo de baqueta você usa?
7A
5A
9A
2B
5B
Votar
Ver resultado parcial
 
     
     
 

TWITTER

 
     
  31 Dez -  
     
  31 Dez -  
     
  31 Dez -  
     
 
Entrevista com a banda Híbria de Eduardo Baldo no Multishow - Rock in Rio
Postado em 27/09/2013 - Notícias
 Entrevista com a banda Híbria de Eduardo Baldo no Multishow - Rock in Rio
http://multishow.globo.com/Rock-In-Rio-2013/Videos/_2835196.shtml

BAQUETAS -Dicas para o uso e conservação das suas Baquetas
Postado em 27/09/2013 - Notícias

Qualquer baqueta, por melhor que seja, terá sua vida útil proporcional ao seu tempo de uso e a maneira como é utilizada. Porém, imprevistos podem acontecer.


1- Nunca coloque objetos mais pesados em cima das baquetas ou do Bag eles podem envergar.
2 - Guarde suas baquetas em um bag apropriado.
2 - Evite expor as baquetas a umidade ou excesso de calor. Sol direto nem pensar.
3 - Sempre que terminar de tocar use uma flanela e seque suas baquetas para evitar colocar baquetas molhadas de suor no bag.
4 - Mantenha sempre os pares unidos, eles saem da fábrica pesados e balanceados, evite p misturar pares dentro do Bag. Utilize o plástico que acompanha as baquetas para guardar ou borrachinha de dinheiro para prender.
5 - Use a baqueta certa para seu estilo musical, uma baqueta 7A por exemplo, não resiste a uma pecada forte. Para estilos pesados, prefira baquetas mais grossas, como uma 5A, 5B, 2B…
6 - Experimente diversos tamanhos, pesos e pontas e encontre a melhor baqueta para você.
BAQUETAS - Tipos de Madeiras e suas Diferenças
Postado em 27/09/2013 - Notícias

Bem, não existe “O melhor tipo de madeira”. Sua escolha dependerá da preferência pessoal e algumas necessidades musicais específicas. Os 4 tipos de madeiras mais comumente usados na fabricação de baquetas são "Marfim", “American Hickory”, “White Oak” e “Hard Rock Maple”.

O MARFIN é natural da América do Sul, com ótimas características de elasticidade e densidade. Sua dureza e peso específico a colocam exatamente entre o "Maple"e o "Hickory", produzindo uma sonoridade intermediária, mais macia e bem diferenciada. O peso menor permite maior velocidade e conforto para quem prefere baquetas com maior diâmetro e mais empunhadura.

0 Hickory é vem do Sudoeste dos EUA. Ela é considerada uma madeira dura, embora não seja tão densa e pesada quanto Oak. Isto não torna a Hickory melhor nem pior que a Oak. É apenas uma diferença. Essas diferenças ficam a cargo da preferência pessoal do baterista, porém, dizem que a Hickory é mais versátil e se enquadra com a maioria dos bateristas. Já a Maple é cerca de 10% mais leve que a Hickory. Muitos bateristas preferem a Maple porque ela pode ter um diâmetro maior sem aquele peso que é normalmente associado às baquetas grossas
BAQUETAS - SAIBA MAIS SOBRE ELAS:
Postado em 27/09/2013 - Notícias

Antes da década de 1950, não existiam empresas especializadas em fabricar baquetas. Os próprios fabricantes de baterias e outros instrumentos de percussão, confeccionavam e comercializavam as baquetas. Também havia bem menos modelos do que atualmente e seus nomes eram dados de acordo com a aplicação.

Porém, desde aquela época, as três designações mais comuns são as baquetas “A”, “B” e “S”.

Letra “B”: era referente à “Band” (banda) e serviam para as baquetas direcionadas para bandas de teatro, “big bands” ou para orquestras.

Letra “S”: era referente à palavra “Street” (rua), e especificava os modelos feitos para serem usados em bandas marciais e/ou fanfarras.

Letra “A”: a origem para utilização desta letra é um pouco vaga. Aparentemente ela identificava as baquetas que não se enquadravam como “B” ou “S”. O mais evidente é que eram referentes à expressão “All Purpose” (de uso geral).

Os números nas baquetas servem para dar uma impressão a respeito de seus tamanhos. Nos modelos “A” e “B”, quanto maior o número, menor é a baqueta. Exemplificando, uma baqueta 2B é maior que uma 5B, uma baqueta 7A é menor que uma 5A. Já as baquetas de bandas marciais e/ou fanfarras, são designadas com esse conceito numérico ao contrário. Exemplificando, as baquetas 1S são menores que as 2S, que são menores que as 3S.

Estas identificações podem até nos confundir, além de que dificilmente encontraremos alguma fonte de informação que saberá explicar exatamente os motivos. Alguns destes detalhes foram perdidos na história.
Fábio Schneider lança aplicativo gratuito para bateristas iniciantes e pretendentes a tocar bateria
Postado em 23/09/2013 - Notícias
 Este aplicativo foi desenvolvido pelo baterista Fábio Schneider para compartilhar dicas e lições para bateristas iniciantes e interessados em tocar bateria. Todas as lições são em vídeo interativo e as atualizações são semanais

Inicialmente, o App é gratuito e permanecerá sem custos após a adesão para aqueles que aderiram a essa versão.

Elaborado para tornar fácil o acesso ao mundo da bateria, as lições e dicas são feitas de forma simples e direta, direcionando o aluno a iniciação do ensino corretamente, evitando vícios e acelerando o processo de aprendizagem. Assuntos e dicas podem ser pedidos pelo aplicativo, aquelas que tiverem maior freqüência serão atendidas.

“Ministro aulas a mais de 25 anos e sei o que os alunos precisam conhecer para iniciar o estudo da bateria. Quero compartilhar parte do meu conhecimento e essa é a oportunidade de realizar um sonho e a possibilidade de levar o ensino para todas as regiões do Brasil.”

Fábio Schneider

Para baixar o aplicativo siga um destes passos: 

  Mais vídeos: 1   2   3   4   5   Próxima  
 
 
       
C.Ibañez/X-Pro
2012 - C.Ibañez - Todos os direitos reservados.
 C.Ibañez
 Produtos
 Artistas
 Blog/News
 Podcast
 Vídeos
 Representantes
 Downloads
 Contato
Newsletter
Receba nossas novidades em seu e-mail:

C.Ibañez na Web
Facebook Twitter Youtube
   
Digital Feeling - Estúdio de Criação WCM3 Agência Web