C.Ibañez C.Ibañez CIbanez Artistas Blog/News Vídeos Contato
 
 
Filtrar Produtos Como escolher a baqueta ideal
 
 

LINHA

Acessórios
Acoustic Rolls
Brushes / Vassouras
Dragon
Hickory Supergrip
Linha B Series
Linha B Series - Nylon
Linha Premium
Linha Premium - Assinadas
Linha Premium Hickory
Linha Premium Jazz Sound
Linha Premium Marching Band
Linha Premium Nylon
Linha Premium Percussão
Linha Premium Supergrip
Natural Grip
Practice Maple
Série Tornado
Série Tornado Nylon
Warm Up
 
 

APLICAÇÃO

Acessório
Baquetas mais usadas
Black Music
Desenvolvimento técnico
Geral - qualquer estilo
Jazz / Blues
Mais econômica
Marching Band
Música Brasileira
Percussão
Rock Pesado
Rock Pop
Som acústico
 
 

CLASSIFICAÇÃO

2B
5A
5B
7A
9A
Acessório
Acústica
Econômica
Estudo
Percussão
Vassouras
 
 

MADEIRA

Bambu
Hickory
Maple
Marfim
Outros
 
 

PONTA - MATERIAL

Aço
Aço e PVC
Bambu
Bambu e punho PVC
Borracha
Feltro
Feltro / Madeira
Feltro / Nylon
Madeira
Nylon
Opções em Madeira e Nylon
Outros
Pelúcia
Sem ponta
 
 

PONTA - FORMATO

Baqueta de efeito
Baqueta multiuso
Cilíndrica
Flecha
Gota d'água
Nylon
Outra
Oval
Ponta de borracha
Ponta torneada
Power Inject
Redonda / Bola
Sem ponta
Varetas de Bambu arredondadas
Vassoura
 
 

Como escolher a baqueta ideal

 
O que você deve saber

Em realidade as baquetas são o acessório principal para tocar bateria. É através delas que o baterista transmite sua arte para seu instrumento. Elas funcionam como extensões dos braços e a habilidade com seu uso é determinante (fundamental) para o desenvolvimento da técnica e da forma de expressão (sensibilidade ou agressividade).

Existem baquetas para todos os gostos. Alguns modelos se adaptam melhor ao seu estilo considerando tamanho, peso, perfil do modelo, tipo de cabeça (madeira ou Nylon), tipo de madeira, etc...

Isto pode variar conforme o trabalho a ser executando e, por isto, é comum bateristas usarem vários modelos de baquetas para diferentes situações. Diferentes modelos oferecem diferentes características sonoras.

 


Anatomia de uma baqueta 

Como o corpo humano, a baqueta possui uma anatomia bem definida:

O Corpo: é a parte maior da baqueta e seu comprimento e diâmetro determinam sua proposta, podendo ser pesada, média, leve, longa ou curta.

O Pescoço: personaliza a baqueta. O maior comprimento oferece flexibilidade, mais rebote e velocidade. Baquetas com pescoço curto proporcionam menos flexibilidade, menos rebote, porém geram mais força, volume e resistência na área de ataque.

O Ombro: une o corpo ao pescoço. Sua posição dentro do comprimento determina o ponto de equilíbrio e a pressão que a baqueta pode exercer sobre os tambores.

O Cabo: Com seu perfil ligeiramente arredondado, também pode ser usado para tocar, produzindo um som grave e pesado.

A Cabeça: ou ponta é a menor parte da baqueta e carrega toda a responsabilidade de transformar o movimento em som. Como área de atrito, sua função é crítica. Portanto, cabeças bem desenhadas e com precisão no corte de seus perfis são fundamentais para a qualidade sonora nos pratos e tambores.


Saiba escolher

Tamanho: baquetas longas oferecem maior alcance e maior força de alavanca pois o ponto de equilíbrio se desloca para a frente. Baquetas curtas são mais ágeis, mais rápidas e mais fáceis de controlar.

Peso: O peso tem tudo a ver com o diâmetro e o comprimento das baquetas. Baquetas mais grossas são mais pesadas e oferecem uma empunhadura firme além de maior durabilidade. Baquetas finas são mais leves favorecendo os toques rápidos ou suaves.

Modelo: O perfil do modelo(shape) é fundamental pois além do comprimento e do diâmetro o tamanho do pescoço afeta o rebote, a velocidade, o volume e a resistência da baqueta.

Cabeça: As cabeças podem ser de madeira ou nylon. Cabeças de madeira oferecem sons característicos e insubstituíveis nos pratos e tambores. As pontas de nylon geram sons mais volumosos e brilhantes além de serem mais duráveis.

 
Como proceder
 
Pegue o par em suas mãos para ver como você se sente quanto ao comprimento, diâmetro e peso.

Se estiver confortável bata as baquetas sobre uma superfície sólida como madeira ou vidro para ouvir seus sons. As duas peças devem ter o mesmo timbre (sonoridade) além do mesmo peso.

Role as baquetas sobre uma superfície plana. Lembre-se que baquetas empenadas dificultam sua técnica e gastam só de um lado.


Controle de Qualidade
Produzir qualidade sempre foi a filosofia e a meta da C.Ibañez. Isso exige o melhor em matéria prima, tecnologia, originalidade e criatividade na modelagem e controle na produção (de qualidade).

Baquetas nas mãos de artistas emitem sons que geram música.

Da mesma forma acreditamos que mãos, olhos e ouvidos são necessários para fazer as melhores baquetas.

Em nosso controle de qualidade cada baqueta C.Ibañez Premium passa por 12 momentos de inspeção manual, visual e auditiva(sonora) antes de formar o "PAR INTELIGENTE".

Além do real balanceamento por peso dos pares, uma qualidade extra é oferecida na Linha Premium: a perfeita classificação por timbres. As duas baquetas de um par C.Ibañez produzem a mesma nota quando percutidas. Esse é o formato PAR INTELIGENTE e vem protegido por embalagem plástica lacrada.

Comprimento, diâmetro, perfil do pescoço e das cabeças ( de madeira ou Nylon), peso, ponto de equilíbrio, balanceamento dos pares por peso e timbre, ausência de empenamento e qualidade da madeira, entre outros, são fatores decisivos para a escolha inteligente.


Tipos de Madeira

O MARFIN é a madeira dura , natural da América do Sul, com ótimas características de elasticidade e densidade. Sua dureza e peso específico a colocam exatamente entre o "Maple"e o "Hickory", produzindo uma sonoridade intermediária, mais macia e bem diferenciada. O peso menor permite maior velocidade e conforto para quem prefere baquetas com maior diâmetro e mais empunhadura.

O Hickory que é madeira nativa da América do Norte, é uma das  madeiras  preferidas  por muitos bateristas graças a sua alta densidade e grande resistência, principalmente no uso intensivo de rim shots.

BAQUETAS -Dicas para o uso e conservação das suas Baquetas

Qualquer baqueta, por melhor que seja, terá sua vida útil proporcional ao seu tempo de uso e a maneira como é utilizada. Porém, imprevistos podem acontecer.


1- Nunca coloque objetos mais pesados em cima das baquetas ou do Bag eles podem envergar.
2 - Guarde suas baquetas em um bag apropriado.
2 - Evite expor as baquetas a umidade ou excesso de calor. Sol direto nem pensar.
3 - Sempre que terminar de tocar use uma flanela e seque suas baquetas para evitar colocar baquetas molhadas de suor no bag.
4 - Mantenha sempre os pares unidos, eles saem da fábrica pesados e balanceados, evite p misturar pares dentro do Bag. Utilize o plástico que acompanha as baquetas para guardar ou borrachinha de dinheiro para prender.
5 - Use a baqueta certa para seu estilo musical, uma baqueta 7A por exemplo, não resiste a uma pecada forte. Para estilos pesados, prefira baquetas mais grossas, como uma 5A, 5B, 2B…
6 - Experimente diversos tamanhos, pesos e pontas e encontre a melhor baqueta para você.
 
 
 
 
 
       
C.Ibañez/X-Pro
2012 - C.Ibañez - Todos os direitos reservados.
 C.Ibañez
 Produtos
 Artistas
 Blog/News
 Podcast
 Vídeos
 Representantes
 Downloads
 Contato
Newsletter
Receba nossas novidades em seu e-mail:

C.Ibañez na Web
Facebook Twitter Youtube
   
Digital Feeling - Estúdio de Criação WCM3 Agência Web